/?pg=dmVyc29z 

Carlinhos Pinheiro

Versos

Quando quiser nos encontrar olhe para a lua, por ser nossa madrinha ela vai nos avisar, pois assim como o rio busca o mar aguarde um momento que venho lhe buscar.

Morena, passei na sua rua, vi sua calcinha na janela, vendo ela sem você, imaginei você sem ela...

Paixão de peão é touro, de violeiro é viola, dor de amor que foi só outro consola.

Boi magro e mulher santa, comigo não se cria, pois só gosto de boi gordo e de muita putaria.

Carro sem roda não anda, bêbado deitado não cai, chifre de corno não fura, cachaça pura não vai.

Banana só dá no cacho, melancia dá na rama, minha paixão é aquela fruta gostosa que dá na cama.

Oh mulher, não seja ingrata vem tirar do meu peito essa dor que não tem jeito, essa paixão que me mata. A tristeza é meu guia ? me acompanha vida a fora. O prazer da minha vida eu perdi na despedida, quando você foi embora.

A mulher que fica com peão de boiadeiro, tudo de ruim acontece, o peito cai a barriga cresce e na segunda o cauboy desaparece.

Se as morenas soubessem os encantos que as louras têm, talvez elas comprassem água oxigenada e ficariam louras também.

Rodeio começa na sexta-feira, com cerveja gelada, animal pulando e poeira, e o desquite vem na segunda-feira.

Mulher casa comigo que eu te dou uma D-20 pra você andar, dinheiro no banco pra você gastar, e um ganso pra nos acabar de criar. Se um dia a D-20 quebrar, e o dinheiro acabar, vá logo pra casa que o ganso nos vamos afogar.

Oh paixão, case comigo que eu serei um bom homem, te darei meia dúzia de filhos e de quebra meu sobrenome.

Na segunda eu planto a cana, na terça a cana amanhece crescendo, na quarta eu colho a cana, na quinta mando pro engenho, na sexta eu faço a pinga, no sábado eu amanheço bebendo, no domingo minha mãe diz meu filho para de beber. Nessa cina eu sigo bebendo até morrer. Da garrafa eu faço a vela, da prateleira eu faço o caixão, eu quero mais é que me enterrem com um copo de pinga na mão!!!

Já peguei touro no laço e de rodeio fui campeão, mulher é comigo mesmo, nunca fiz objeção, seja loira ou morena, pode vir que eu acho bão. Sou neto de caipira mas filho de Ricardão.

Morena linda do cabelo comprido, por você eu passo chuva, eu passo sol, passo até por seu marido, para chegar em baixo do seu lençol.

Tem laranja grande, tem laranja miúda, tem homem que usa calça, tem homem que usa bermuda, tem mulher que fala muito e tem mulher que é muda, muitas delas não sabem, mas a maioria é chifruda.

Meu cinto é de couro meu chapéu americano, eu vivo do rodeio e minha vida é de cigano, gosto mesmo é de morena, só fui pra cama com a loira por engano...

Eu subi num pé de cana e desci de gomo em gomo, quem tem mulher bonita... segura se não eu tomo.

No dia que eu casei foi um fuzuê danado, de um lado o meu sogro e de outro meu cunhado. Na frente um sargento e atrás um delegado, me levaram pro altar com o pulso algemado. Estavam no casório um juiz e um delegado, dessa vez não teve jeito, acabei mesmo casado.

Cavalo pra ser forte tem que ser garanhão, touro pra ser valente derruba a gente no chão, rodeio pra ser bom tem que ser no Barretão. Peão que não da no couro a mulher foge com o Ricardão.

Uns gostam de dinheiro, outros gostam de emoção, mas quando eu era solteiro as meninas me chamavam de garanhão.

Meu chapéu é de palha, meu chicote é de couro, minha espora é de prata, minha fivela é de ouro, o rodeio que eu mais gosto é rodeio em touro, mulher pra ser bonita tem que ter o cabelo louro.

Nasci lá na cidade, mas na cidade não fiquei, fui tocar boiada no estradão e tudo na vida eu deixei, conheci um loira bonita e com ela eu namorei, mas a loira era valente e dela eu larguei, depois eu vi uma morena e com ela eu me casei.

Coisa boa é ter: uma namorada, uma caminhonete turbinada, vinte mil boi gordo na invernada, e fazer amor de madrugada.


A fazenda de meu sogro faz divisa com a minha, de presente de casamento ele me deu o que eu não tinha, com essa fazenda fiquei rico de repente, casei com a fazenda e ganhei a moça de presente.

Onde tem carniça tem urubu, onde tem buraco tem tatu, onde tem mulher bonita eu pulo que nem canguru.

Quando estou preso estou hospedado, quando estou solto estou viajando, nasci no lugar errado estou aqui por engano, quando estou com a morena deixo a loira chorando.

Me chamaram de bêbado a quem chamou vou responder, para vocês que são meus amigos eu vou dizer porque, a bebida mata aos poucos e eu não tenho pressa de morrer.

A semana tem 7 dias e eu tenho 14 namoradas, 7 são solteiras e 7 são casadas, 7 são pra de dia e 7 são pra de madrugada.

Morena me dá um beijo num lugar que não tem osso, pra quando eu ficar velho me lembrar do tempo que eu era moço.

Loira bonita dos cabelos compridos, maior que seu cabelo é o chifre do teu marido.

Se mulher fosse dinheiro eu vivia pedindo esmola, a morena me deixou e a loira foi embora, o que me resta nessa vida é cachaça rodeio e viola.

Quem tem loira tem saudade quem tem morena tem qualidade, quem tem as duas é o garanhão da cidade, e quem não tem nenhuma olha a dos outros e passa vontade.

Pisada de cavalo e de touro não dói não, o que dói mesmo é o desprezo da namorada do peão.

O mundo virou fumaça, dinheiro o homem não tem e mulher não faz amor de graça. A solução do peão é enfiar a cara na cachaça.

Galeria de Fotos:

subir_topo

Carlinhos Pinheiro® 2017 - Todos os direitos reservados. Design e Tecnologia por AmplitudeNet